Como fazer cadastro do auxílio emergencial nos Correios

como fazer cadastro do auxílio emergencial nos correios

Cadastro do auxílio emergencial nos Correios pode ser solicitado em mais de 6.000 mil agências por quem não possui acesso à internet

Trabalhadores do Brasil com dificuldades em pedir o auxílio emergencial por não ter acesso à internet, agora podem recorrer aos Correios para realizar o cadastro de solicitação.

O cadastro do auxílio emergencial nos Correios está disponível em mais de 6.000 agências. Contudo, é necessário respeitar um calendário, com o objetivo de evitar aglomerações nas agências. O Ministério da Cidadania estima fazer até 27 milhões de atendimentos.

Cadastro do auxílio emergencial nos Correios

Os funcionários dos Correios realizam o cadastro do auxílio emergencial gratuitamente, afirma o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni:

“É um serviço para buscarmos os mais vulneráveis, que vão fazer o cadastramento assistido por um funcionário dos Correios. Ele vai cuidar de todos os detalhes para cumprirmos o nosso compromisso, que o presidente Bolsonaro nos determinou, de que nenhum brasileiro vai ficar para trás.”

Documentos apresentados para o cadastramento

Para solicitar o cadastramento numa agência dos Correios, a pessoa deve levar os seguintes documentos:

Identificação oficial com foto, em que conste também o nome da mãe do beneficiário;
CPF do usuário e dos membros da família que dependem da renda do titular;
Dados bancários ou documento de identificação (RG, CNH, passaporte, CTPS, RNE ou CIE) para solicitar abertura de conta social digital, em nome do titular do benefício.

Caso a pessoa não possua conta em banco será aberta uma conta social digital na Caixa Econômica Federal, no caso do cadastro ser aprovado. Para abertura desta conta deverá ser apresentado um documento de identificação (RG, CNH ou passaporte). Em seguida, o cidadão receberá um protocolo de cadastro ao fim do atendimento.

Acompanhamento do pedido

Após a realização do cadastro nos Correios, o trabalhador poderá acompanhar o pedido em qualquer agência da empresa após o prazo estipulado pela Dataprev para a conclusão da análise. Para isso, a pessoa deve retornar com o comprovante do atendimento de cadastro e o CPF. Vale ressaltar que em virtude de muitos pedidos do benefício, pessoas estão cometendo fraudes, utilizando o número de CPF de terceiros, saiba aqui como verificar se o número do seu documento foi fraudado.

Pagamento

Importante ressaltar que os Correios não farão o pagamento do auxílio emergencial, que cabe à Caixa, que tem aberto suas portas inclusive aos sábado, das 8h às 12h.

O acompanhamento da liberação também pode ser feito nos canais disponibilizados pelo Ministério da Cidadania, Dataprev e Caixa ou pelo telefone 121.

Na página dos Correios, no sistema Busca Agência, é possível obter informações sobre as unidades abertas ao público. A grande maioria dos pontos de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Calendário de cadastro dos Correios

Assim como nas agências da Caixa, que conta com calendário para pagamento com datas de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, no caso dos Correios, foi adotado o mesmo sistema, na intenção de evitar o contágio pelo novo coronavírus.

Existe um fluxo de atendimento, além de desativação dos totens de senha e organização dos clientes a fim de manter a distância recomendada nas agências.

Portanto, o calendário para a solicitação do cadastro do auxílio emergencial nos Correios funcionará da seguinte forma:

  • Segunda-feira: nascidos em janeiro e fevereiro
  • Terça-feira: nascidos em março e abril
  • Quarta-feira: nascidos em maio e junho
  • Quinta-feira: nascidos em julho, agosto e setembro
  • Sexta-feira: nascidos em outubro, novembro e dezembro