Não perturbe: aposentados podem bloquear ofertas de consignados

não perturbe -aposentados podem bloquear ofertas de consignados

Em funcionamento desde o dia 2 de janeiro, o serviço “Não Perturbe” permite que aposentados e pensionistas possam se cadastrar para não receberem mais chamadas com ofertas de empréstimos consignados.

Serviço Não Perturbe

As pessoas que quiserem aderir a esta prática precisam entrar no site do serviço Não Perturbe e cadastrarem os respectivos telefones que estejam ligados ao número de seu CPF. Somente após 30 dias é que o bloqueio será efetivado, que é quando os bancos que integram este sistema param de realizar ligações telefônicas com este tipo de oferta.

No total, 23 instituições financeiras aderiram ao serviço, que é uma iniciativa de autorregulação do setor bancário promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC), em parceria com a Secretaria Nacional do Consumidor.

Conforme informação do Febraban, aproximadamente 98% dos bancos aderiram ao serviço. Uma vez realizado o cadastro, o bloqueio de chamadas também atinge os correspondentes bancários, expandindo a iniciativa.

Outras reclamações

Fora o serviço do Não Perturbe, outras soluções de autorregulação do crédito consignado compreendem a criação de plataforma de dados para o monitoramento de reclamações decorrentes de oferta inadequada de empréstimos. O sistema contabilizará as queixas realizadas nos canais internos dos bancos, no Banco Central ou por meio da plataforma: consumidor.gov.

As ações judiciais também entram nesta lista e será feito um mapeamento da governança e da gestão de dados de correspondentes bancários, na intenção de produzir um índice de qualidade a ser anunciado pela Febraban e a ABBC a partir do mês que vem.

Sobre isso, o diretor de autorregulação da Febraban, Amaury Oliveira, explicou ao UOL:

“Teremos um termômetro de qualidade da atuação do correspondente, e com base no indicador de reclamações, os bancos irão adotar medidas administrativas, que vão desde advertência, suspensão, até o fim do relacionamento com o correspondente.”

Se houver infração por parte de algum correspondente, as instituições financeiras são obrigadas a aplicar sanções, pois, se não fizerem isso, estarão sujeitas a multas que podem oscilar de R$ 45 mil a R$ 1 milhão, afirma a Febraban.

Não Perturbe – ficar atento a fraudes

Além disso, tanto o aposentado como o pensionista deve ficar de olhos abertos para não cair em golpes fraudulentos. Isso quer dizer que ao realizar o cadastro no site do Não Perturbe, os responsáveis pelo sistema ressaltam que a plataforma não conta com serviço de aplicativos para celulares, nem envia e-mail com arquivos executáveis e muito menos solicita informações pessoais ou bancárias diretamente aos usuários.  

Conheça abaixo os bancos que aderiram à iniciativa do “Não Perturbe”:

Agibank, Alfa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banrisul, Barigui, Bradesco, BMG, BRB, Caixa, Cetelem, CCB, Daycoval, Estrela Mineira, Inter, Itaú, Mercantil, Pan, Paraná Banco, Safra, Santander, Sicredi e Votorantim.

Fonte: UOL

*Foto: Divulgação