Edital do concurso CRBM 4 está em fase de elaboração

Vagas do concurso CRBM 4 são destinadas a níveis médio e superior, com lotações nos estados do Pará e Roraima, com salários de até R$ 3,8 mil

O edital para o novo concurso CRBM 4 (Conselho Regional de Biomedicina da 4ª Região) está em fase de elaboração, fator que tem gerado grande expectativa na área de saúde. Os cargos serão distribuídos nos estados do Pará (PA) e Roraima (RR). Apesar do processo seletivo ainda não possuir data definida para as provas, os ajustes finais com a banca continuam. A empresa contratada para a realização do certame é o Instituto Quadrix. Com a liberação do documento deve ser divulgada também a quantidade de vagas para níveis médio e superior. Já os salários iniciais podem chegar a R$ 3.820,22.

No entanto, não é só o norte do Brasil que tem aberto concursos na área de saúde, outras regiões estão ou já fizeram o mesmo. É o caso do concurso SMS RJ, com inscrições em caráter emergencial em função da pandemia de Covid-19. Já a Anvisa encaminhou no mês passado pedido ao Ministério da Economia para o preenchimento 89 vagas de níveis médio e superior .

Vagas do concurso CRBM 4

Quem possui diploma de nível médio pode se candidatar aos seguintes cargos: agente administrativo, com salário de R$ 1.711,45; técnico em informática, com salário de R$ 1.900; e recepcionista com salário de R$ 1.600.

Para quem tem ensino superior completo poderá se candidatar aos cargos de assistente de gestão e fiscal biomédico, ambos com salários iniciais de R$ 3.820,22.

Estes postos estão distribuídos entre as cidades de Belém (PA) e Porto Velho (RO)

Inscrições

Os interessados pagarão as seguintes taxas no ato da inscrição: R$ 48 para os cargos de ensino médio e R$ 55 para os de nível superior.

Último edital

Em 2010, aconteceu o último edital do concurso CRBM 4. Na ocasião, a oferta era para 18 vagas, e também formação de cadastro reserva (CR), para os seguintes cargos: auxiliar de serviços gerais (nível médio), agente administrativo (médio) e fiscal biomédico I (superior).

Já o processo seletivo foi composto por prova objetiva com 40 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa (5), noções de direito administrativo (5), conhecimentos gerais (5) e conhecimentos específicos (25).

Banca organizadora

A banca, já escolhida em 2019, é o Instituto Quadrix, especializada em realizar seleções em âmbito municipal, estadual e federal.

A empresa conta com escritórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Belo Horizonte.

Fonte: JC Concursos

*Foto: Divulgação

OS Pró-Saúde abre vagas de emprego em hospitais do Pará

Vagas da OS Pró-Saúde estão localizadas em hospitais dos municípios de Canaã dos Carajás, Marabá, Ananindeua, Belém e Altamira

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, considerada uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, divulgou recentemente vagas de emprego em várias áreas de atuação. As oportunidades estão distribuídas em hospitais da região metropolitana e interior paraense, nos municípios de Canaã dos Carajás, Marabá, Ananindeua, Belém e Altamira.

Vagas da OS Pró-Saúde em Marabá

Em Marabá, a unidade OS Pró-Saúde conta com vagas na área de enfermagem. São elas: Enfermeiro (a) do Trabalho, em que é exigido ensino superior completo em Enfermagem, registro no conselho da classe, conhecimento avançado do pacote Office e especialização em Enfermagem do Trabalho; Auxiliar de Enfermagem, com ensino médio completo; Enfermeiro (a), com graduação em Enfermagem, registro no conselho da classe e desejável pós-graduação ou especialização correlata à área de atuação; Técnico (a) em Enfermagem, com ensino médio, curso Técnico em Enfermagem completo e registro no Conselho de Classe Ativo/COREN.

A unidade também abriu contratação para área laboratorial e farmacêutica: Analista de Laboratório, com graduação em Biomedicina ou Farmácia Bioquímica, registro no conselho de sua categoria, desejável experiência anterior e conhecimento de rotinas de laboratório; Agente Transfusional, com ensino médio completo, formação em Técnico de Laboratório, registro no conselho de sua categoria e desejável conhecimento técnico no manejo de aparelhos, equipamentos e instrumentos em execução dos trabalhos, além de conhecimento do pacote Office; e Farmacêutico (a), com ensino superior completo em Farmácia, registro no Conselho Regional de Classe e desejável pós-graduação na área.

Além disso, ainda há vagas para: Escriturário (a) Hospitalar, com ensino médio completo e conhecimento básico no pacote Office; Auxiliar de Almoxarifado, com ensino fundamental completo; Auxiliar de Higiene e Limpeza, com ensino fundamental completo; e Auxiliar de Cozinha, com ensino médio completo.

Unidade de Ananindeua

A associação OS Pró-Saúde do município de Ananindeua está com vaga para o cargo de Enfermeiro da Qualidade. Os interessados nesta oportunidade devem possuir os seguintes requisitos:

  • Ensino Superior Completo em Enfermagem, COREN Ativo (Registro no Conselho Regional de Classe);
  • Desejável pós-graduação em Gestão da Qualidade, Gestão Hospitalar ou áreas correlatas;
  • Experiência de 6 meses;
  • Desejável experiência sólida na área;
  • Conhecimento básico do Pacote Office;
  • Conhecimento em Qualidade Hospitalar;
  • Foco em Resultado, Foco no Cliente, Comportamento Ético, Visão Estratégica;
  • Resiliência e Relacionamento Interpessoal.    

Unidade de Belém

O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), na capital paraense abriu as seguintes oportunidades: Supervisor de Facilites, com ensino superior completo em Enfermagem; Jovem Aprendiz, que está com 2 vagas e é exigido que o candidato esteja cursando o ensino médio; Fonoaudiólogo – Temporário, em que o profissional deverá executar métodos e técnicas fonoaudiológicas com o propósito de auxiliar no desenvolvimento da fala, escrita e correções das funções estomatognáticas; e Coordenador Contábil/Financeiro, com exigência de graduação em Ciências Contábeis, pós-graduação e  registro ativo no conselho regional.

Unidade de Altamira

Por fim, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), na cidade de Altamira conta as seguintes oportunidades: Auxiliar de Higiene e Limpeza, em que é desejável que a pessoa tenha ensino fundamental completo e experiência de 6 meses; Analista de Laboratório, com formação em instituição reconhecida pelo MEC, graduação em Farmácia Generalista, Biologia, Biomedicina e/ou áreas afins, registro no conselho da categoria, conhecimento em informática, conhecimento da legislação vigente inerente à área de atuação e desejável experiência anterior na área de análises clínicas de pelo menos 6 meses; Copeiro Hospitalar, em que é desejável ensino fundamental completo, desejável 6 meses de  experiência e desejável conhecimento sobre manuseio dos alimentos; e o cargo de motorista, em que é exigido formação em instituição reconhecida pelo MEC, ensino médio completo, CNH atualizada e categoria “D” e desejável experiência anterior na área de pelo menos 6 meses.

Duas formas para se candidatar às vagas da OS Pró-Saúde

Para se candidatar às vagas da organização social, existem duas formas: os interessados podem cadastrar o currículo por meio do site oficial da OS Pró-Saúde ou realizar o cadastro no Portal VAGAS. Além disso, as oportunidades também de estendem à Pessoa com Deficiência (PCD).

*Foto: Divulgação

Sindicato quer afastamento de conselho da Embraer

Após fracasso do acordo com a Boeing, conselho da Embraer foi acusado de ter permitido “espionagem” ao deixar que engenheiros da empresa americana trabalhassem na unidade de pesquisa e desenvolvimento

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, no interior do estado de São Paulo, anunciou ontem (3) a abertura de um processo com pedido de afastamento imediato do conselho de administração da Embraer, após o acordo de venda da principal unidade da companhia para a Boeing ter sido desfeita, em uma ação que a fabricante brasileira de aviões declarou se tratar de “má-fé.”

Com a desistência da companhia norte-americana em adquirir o controle da divisão de jatos comerciais da Embraer, isso forçou a empresa brasileira a buscar novas possibilidades de negócios, principalmente em vista da baixa demanda por viagens aéreas provocadas pela pandemia de Covid-19 no mundo todo. No início de junho, foi divulgado que outras companhias estrangeiras estariam interessadas em unir forças com a Embraer, como a chinesa COMAC.

Conselho da Embraer

A Embraer divulgou comunicado em que afirma que o sindicato “vale-se de insinuações infundadas e distorce informações de modo a confundir a opinião pública e os colaboradores da empresa”. A empresa ainda informou que não obteve acesso ao requerimento apresentado pelo sindicato à Justiça.

O processo acusa o conselho da Embraer de ter permitido “espionagem” sobre os negócios da empresa ao deixar que engenheiros americanos da Boeing trabalhassem na unidade de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de aviões brasileira durante o período em que o acordo de venda da área de jatos comerciais parecia que iria de fato se concretizar.

O conselho da Embraer “opera criando perdas bilionárias e repassando o custo de sua incompetência para os trabalhadores”, declara o sindicato no processo.

No entanto, a fabricante brasileira disse que o sindicato “demonstra desconhecimento sobre a empresa e sua gestão.”

Fonte: Revista EXAME

*Foto: Divulgação

Como antecipar saque do auxílio ou FGTS com cartão ou boleto

As pessoas que estão recebendo o auxílio emergencial (em que até é possível realizar o cadastro via Correios) ou o FGTS emergencial, mas ainda não estão autorizados a sacar ou a transferir o valor para uma conta pessoal, pode resolver este impasse imposto pelo governo de outro jeito. Neste artigo falaremos sobre a possibilidade de antecipar saque do auxílio ou FGTS via empresas de tecnologia financeira, as fintechs. É o caso de companhias como PagBank, Nubank, Mercado Pago e PicPay.

Como antecipar saque pelas fintechs

As últimas parcelas do auxílio de R$ 600 e o FGTS (com saques de até R$ 1.045) estão sendo liberados pelo governo em duas fases. Na primeira, o dinheiro é depositado em poupança digital e fica disponível apenas para pagamento de contas e para compras com cartão virtual. Já para saques e transferências são permitidos somente na segunda fase, e isso pode demorar meses agora.

O governo e a Caixa justificam esta imposição como uma forma de evitar aglomerações nas agências bancárias. As transferências também foram proibidas na primeira fase para que os beneficiários não encaminhassem o dinheiro a outra conta na Caixa e fizessem o saque fora do cronograma.

No caso das Fintechs, estas possibilitam que o usuário utilize o aplicativo da Caixa para pagar um boleto ou realizar uma compra online. Em suma, essa alternativa nada mais é do que antecipar saque do auxílio em forma de transferência a uma conta em nome do próprio beneficiário, e o mesmo vale para o FGTS emergencial. Com isso, o usuário pode utilizar o app da fintech para fazer novas transferências ou sacar o dinheiro.

Este tipo de operação não é considerada irregular, pois o Banco Central permite fintechs a usarem boletos para depósito em contas digitais.

Como antecipar a transferência de valores do Caixa Tem em algumas fintechs

Antecipar saque pelo PagBank

Baixe o aplicativo e abra uma conta nesta fintech. Após isso, selecione na tela inicial “Adicionar dinheiro” e depois opte pelo meio de pagamento “Boleto bancário”. Na sequência, informe o valor que pretende transferir e aperte “concluir”. Por fim, pague o boleto gerado pelo app Caixa Tem. O dinheiro por boleto é transferido em até três dias.

Já pelo cartão virtual da Caixa (com transferência gratuita e saldo liberado na hora), basta seguir os seguintes passos: acesse o app do PagBank e escolher “Adicionar Dinheiro”; escolha o “Cartão de débito virtual Caixa” e em seguida “Adicionar novo cartão”, informe os dados do mesmo; o PagBank fará uma verificação de segurança com uma cobrança no cartão Elo de um valor que será estornado em até 24 horas para a conta da Caixa. Em seguida, acesse o extrato do cartão e insira um dos valores cobrados pelo PagBank. Com o cartão cadastrado, repita “Adicionar dinheiro” na tela inicial do app e escolha “Cartão de débito virtual Caixa”; selecione o cartão cadastrado e clique em “Continuar”. Depois informe o valor a ser adicionado e clique “Continuar”; confira o valor informado e clique em “Concluir”. Por fim, informe o CVV (código de segurança), pois este número muda a cada transação, em seguida acesse o app da Caixa para consultar um CVV válido.

Mercado Pago

Por esta fintech o procedimento é abrir conta pelo app do Mercado Pago e em seguida abra o app do Caixa Tem; selecione a opção “Cartão de Débito Virtual”; copie os dados do cartão e gere um código de segurança a cada transação; abra o app do Mercado Pago e selecione “Adicionar dinheiro”; escolha “Cartão Virtual Caixa”; determine o valor que quer transferir; e por fim cadastre os dados do seu cartão virtual Caixa e confirme o depósito.

Nubank

Pelo Nubank a antecipar o saque ou transferência do auxílio ou FGTS começa também com a abertura de uma conta pelo app. Em seguida, nos atalhos que ficam na parte de baixo, clique em “Depositar” e “Depositar por Boleto”. Depois informe o valor que deseja transferir e clique em “concluir”, e pague o boleto no app Caixa Tem. O pagamento por boleto demora até três dias úteis para ser transferido à conta Nubank.

PicPay

Abra a conta neste app e depois selecione “Sua carteira” e “Adicionar dinheiro”. Em seguida, selecione a opção “Cartão de débito virtual ELO”. Copie os dados do cartão virtual gerado pelo Caixa Tem e gere o código de segurança a cada transação. Por fim, escolha o valor a ser transferido e confirme o código de segurança (CVV).

Fonte: UOL Economia

*Foto: Divulgação

Projeto de lei prevê reserva de vagas a mulheres em concursos públicos

Conforme proposta a reserva de vagas a mulheres nos concursos pode ser de 15%, segundo seu autor, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP)

Na última quinta-feira (25), foi apresentado na Câmara dos Deputados o projeto de lei 3510/2020, do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), que tem por objetivo destinar, exclusivamente, uma reserva de vagas a mulheres nos concursos públicos, em 15%. Agora o texto segue para análise de várias comissões da Casa para, eventualmente, ser votado no plenário.

No entanto, o texto do projeto não especifica, em caso de aprovação, se aplicará a lei somente aos concursos federais ou se diz respeito a todos os certames do país, o que engloba as seleções estaduais, municipais e de autarquia, e de empresas públicas.

Justificativa do projeto de lei que destina vagas a mulheres em concursos

Como justificativa para que tenha reserva de vagas a mulheres em concursos públicos é mencionado no texto que na maioria das unidades da federação é observado que as mulheres se tornaram chefes de família e, constantemente, a renda mensal dos lares chefiados por mulheres é inferior àqueles em que são chefiados por homens. Portanto, pode-se dizer, que no âmbito da oferta de trabalhadoras, tem havido alterações expressivas, e é citado como exemplo o aumento do nível educacional das mulheres, que hoje é superior aos dos homens.

Além disso, nos últimos 15 anos, o número de famílias de casais com filhos, chefiadas pelo sexo feminino cresceu mais de 10 vezes no Brasil e saltou de 301 mil, em 1993, para 3,6 milhões, em 2007. Estes dados integram parte da pesquisa “Retrato das desigualdades de gênero e raça”, realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem).

Providências

Em contrapartida, ainda restam algumas providências a serem tomadas com o objetivo de melhor premiar a dedicação das mulheres ao trabalho. Com isso, livrando-as da falha de serem classificadas como trabalhadoras de segunda categoria.

Sendo assim, o deputado federal diz que propõe por meio deste “Projeto de Lei, que 15% (quinze por cento) das vagas oferecidas em Concurso Público, sejam providas por mulheres, objetivando desta forma promover justiça para as trabalhadoras que seguem sendo as principais responsáveis pelas atividades domésticas e pelo cuidado com os filhos e demais familiares, o que representa uma sobrecarga para aquelas que também realizam atividades econômicas, e que muitas vezes, por serem chefes de família, se sentem obrigadas a aceitar salários inferiores aos dos homens, apesar de muitas vezes estarem mais capacitadas, por puro preconceito. Pelo exposto, peço o apoio dos nobres pares para aprovação do projeto”.

Fonte: JC Concursos

*Foto: Divulgação/Najara Araújo

Novas alíquotas alteram desconto do INSS no salário

A reforma da Previdência, aprovada em novembro de 2019, modifica as regras para se aposentar e ter direito a outros benefícios, como pensão por morte e auxílio-doença. Com isso, agora também haverá desconto do INSS no salário.

O portal UOL Economia preparou um Guia da Aposentadoria, a fim de facilitar o entendimento em relação às novas regras.

O que altera no cálculo da contribuição para o INSS?

A forma de cálculo passou a ser progressiva. Em suma, significa que não será mais aplicada uma alíquota única sobre o salário, de acordo com o total da renda mensal do trabalhador. Portanto, as alíquotas serão aplicadas em cada faixa de salário da pessoa, até o teto (R$ 6.101,06, em 2020), similar ao que já acontece no Imposto de Renda.

Quem está dentro das novas alíquotas que mudam o desconto do INSS?

O novo cálculo da contribuição, que inclui desconto do INSS no salário,  vale para os trabalhadores da iniciativa privada empregados, inclusive domésticos, e avulsos (que prestam serviços para companhias, mas não têm carteira assinada), além de servidores públicos federais.

Já para trabalhadores autônomos, o que engloba os prestadores de serviços, e segurados facultativos do INSS, continuam valendo as alíquotas antigas.

Quais as novas alíquotas de contribuição?

Antes, havia três percentuais de contribuição para o INSS (8%, 9% e 11%) e o cálculo era realizado sobre todo o salário. Agora, esses percentuais variam de 7,5% a 14% e o cálculo é realizado sobre cada faixa de salário.

Alíquotas para desconto do INSS

Como era: o salário de até R$ 1.830,29, contava com alíquota de 8% que não acumulava; os salários de R$ 1.830,30 até R$ 3.050,52, tinha alíquota de 9%; e os vencimentos de R$ 3.050,53 até R$ 6.101,06, era de 11%.

Como fica: O salário com taxa de desconto até R$ 1.045 (salário mínimo) conta com alíquota progressiva de 7,5%; os de taxa de desconto entre R$ 1.045,01 e R$ 2.089,60, 9%; os de taxa de desconto entre R$ 2.089,61 e R$ 3.134,40, 12%; e os de taxa de desconto entre R$ 3.134,41 e R$ 6.101,06, 14%.

Para servidores públicos com salários maiores, as alíquotas podem chegar a 22%. Vale lembra que servidores aposentados serão contratados pelo INSS para fazer home office, em função da pandemia de covid-19.

Na prática

Para entender o desconto do INSS, podemos citar como exemplo um trabalhador que ganha R$ 2.200 mensais. Este pagará uma alíquota de 7,5% sobre R$ 1.045 (R$ 78,38) e alíquota de 9% sobre os R$ 1.155 restantes (R$ 103,95). Com isso, o desconto total será de R$ 182,33.

As novas alíquotas entraram em vigor no dia 1º de março de 2020.

Fonte: UOL Economia

*Foto: Divulgação