O que você faria se pudesse ser o líder da empresa por um dia?

o que você faria se pudesse ser o líder da empresa por um dia

Muitos gostariam de ser o chefe por um dia apenas para mandar nos outros, pensando ser esta a solução. Outros vão utilizar a oportunidade para entender como é ser um CEO de verdade. Mas afinal de contas: o que você faria se pudesse ser o líder da empresa por um dia?

A companhia britânica Odgers Berndston ajuda a desvendar este mistério. A multinacional que possui uma unidade no Brasil, na cidade de São Paulo, desenvolveu um programa chamado “CEOx1dia”.

A iniciativa possibilita que estudantes de qualquer curso superior do penúltimo ou último período possam ter a oportunidade de ter uma experiência de um dia habitual de 23 presidentes de grandes companhias do país. Durante essas horas, eles são ensinados a ser um líder, além de criar senso de responsabilidade e desenvolver uma carreira.

Criado há dez anos, o programa está presente em diversos países, como Inglaterra, África do Sul, Alemanha e Canadá. Aproveitando que a fase de inscrições e entrevistas no Brasil já aconteceu durante os meses de julho e até metade de agosto, o presidente da Cognizant no Brasil, uma das empresas participantes desta edição, João Lúcio de Azevedo Filho bateu um papo com a revista EXAME.

Como funciona o programa

Primeiramente, para participar do programa os candidatos devem preencher um formulário e enviar um currículo, além de responder à pergunta: “Por que você acredita que deve ser escolhido para participar do programa CEOx1dia?”.

O evento de 2019 contou com a participação de presidentes das empresas: Asics, Cognizant, Heineken, Hospital A.C. Camargo, Movida, Raízen, Roche e Sephora, entre outros.

Azevedo Filho afirma à EXAME que este programa é a chance única para um estudante entender os desafios mais complicados do universo corporativo.

O executivo explicou quais habilidades um jovem precisa ter para se um dia ocupar seu lugar.

Bate-papo

Segundo ele, é preciso que o candidato tenha:

“É fundamental ter motivação, disposição, energia e humildade para continuar aprendendo todos os dias. A Cognizant é uma organização global, presente em mais de 40 países, possui 280 mil colaboradores, dos quais 1.800 estão no Brasil. Por sermos uma empresa extremamente inovadora, bastante conectada com novas tecnologias e que atua ativamente na transformação digital de nossos clientes, precisamos também nos reinventar diariamente. Acredito que uns dos maiores desafios da minha posição é manter sempre a mente aberta para aprender e transmitir essa mesma motivação para toda a equipe.”

Além disso, ele destacou que o CEO que gostaria de acompanhar por um dia seria o Richard Branson, fundador do Virgin Group. A escolha dele por Brasnson é pelo fato do conglomerado ter mais de 20 companhias em diversos segmentos, como comunicação, mídia, serviços financeiros, saúde, transporte aéreo e até mesmo realizar viagens ao espaço.

Ele ainda ressalta que considera este gestor inovador, enérgico e ao mesmo tempo tem humildade para aprender algo novo. Azevedo Filho ainda destacou uma resposta que o CEO deu quando questionado sobre como seus negócios focam no cliente:

“Clientes não vêm em primeiro lugar. Os colaboradores da empresa vêm em primeiro lugar. Se você cuidar bem dos colaboradores, eles cuidarão bem dos seus clientes”.

Trocas

O presidente da Cognizant também respondeu quais são os aprendizados trocados entre os jovens e os executivos que participam do programa.

Ele acredita que para os jovens será algo único a ser vivenciado em um dia que você terá acesso a todo grau de complexidade que uma grande empresa enfrenta em seu dia a dia. Além de descobrir quais são os desafios que o gestor desta companhia também tem de lidar. A partir daí, estes profissionais conseguirão traçar os primeiros passos de sua trajetória corporativa.

Já em relação aos executivos, o CEO enxerga que é uma chance de conexão para que os mais experientes entendam também as angústias e expectativas que este público tem em relação à função que desempenhará.

Fonte: revista EXAME

*Foto: Divulgação